Medicina Intensiva é foco de reunião dos Comitês de Bioética Hospitalar

Quais são os principais dilemas bioéticos no contexto das Unidades de Terapia Intensiva?

Tal questão, sem resposta simples, esteve presente em recente Encontro dos Comitês de Bioética Hospitalar, que aconteceu no dia 16 de maio, na sede do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP). Na ocasião, as discussões embasaram-se no novo livro lançado pelo Cremesp, Reflexões Éticas em Medicina Intensiva.

No encontro, os representantes de hospitais que já têm organizados – ou estão em vias de organizar – Comitês de Bioética Hospitalar apontaram que muitos problemas relacionados à ineficiência e à ética médica neste contexto decorrem da falta de diálogo e do receio do médico de se expor profissionalmente. Traduzindo: em virtude de dificuldades de Comunicação – aspecto tão importante e nem sempre valorizado pelas instituições.

Foi justamente o ponto destacado por Élcio Tarkieltaub diretor do Hospital Municipal Prof. Alípio Corrêa Neto, em Ermelino Matarazzo, um dos autores da obra, que ressaltou os benefícios de diálogos adequados entre o médico e o paciente para obterem-se tratamentos bem sucedidos, nessa área específica.

Comunicação
Durante a palestra Comunicação e Compartilhamento de Decisões Tarkieltaub refletiu: “é necessário que o atendido e a família entendam as consequências de cada decisão, o que é complexo, por lidarmos com situações graves”.

Marcaram presença ainda os conselheiros e coordenadores da obra, Reinaldo Ayer de Oliveira e Renato Azevedo Júnior. Falou sobre a Relação entre o Intensivista e o Médico Assistente outro autor da obra, e intensivista Juan Horng Jyh, delegado do Cremesp e coordenador da Câmara Técnica de Medicina Intensiva da Casa.

Renato Azevedo, responsável pelo grupo, revelou que “foram três anos de muitas discussões e pesquisas para a publicação”. Para ele, é imprescindível mencionar o – árduo – empenho do  desta Câmara, pioneira no Brasil.

Entre outras instituições que se fizeram representar no encontro estiveram Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP; Hospital da Santa Casa de Salto/Itu; e Hospital Geral de São Mateus.

Bioética Hospitalar
A importância dos Comitês vem sendo reiterada na última década pelo Cremesp, por meio do Centro de Bioética. Tal tarefa é coordenada por Antônio Cantero Gimenes, presidente do Comitê de Bioética do Hospital do Coração (Hcor) e Janice Caron Nazareth, presidente do Comitê de Bioética do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Veja mais sobre o livro Reflexões em Medicina Intensiva acessando


Esta página teve 252 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h