29-01-2018

Medo de dependência

Pesquisa inédita promovida pelo Instituto Datafolha aponta que a maioria dos brasileiros não teme morrer ou envelhecer – e, sim, ficar dependente.

O Instituto ouviu 2.732 pessoas em todas as regiões do país, em faixas etárias entre 16 a mais de 80 anos. Temas: saúde, sociedade, família e finanças.

Para dar uma ideia: entre os jovens de 16 a 24 anos, 74% disseram não ter medo da morte, enquanto 26%, o contrário. Tal temor parece diminuir com a idade: 80% dos entrevistados com 60 anos ou mais; e 81% dos com 80 anos ou mais, afirmam não temer morrer.

Em contrapartida, 84% dos entrevistados têm medo de depender fisicamente de alguém, 83%, de dependência mental; e 78%, de dependência financeira.

O instituto Datafolha aponta margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos nesses números.

Viver mais, em piores condições
Tal medo não é injustificado: estudo da USP, que corrobora com pesquisas internacionais, demonstrou que os paulistanos estão vivendo mais, porém em piores condições.

Entre os resultados figura que, em São Paulo, nos últimos dez anos, a taxa de incapacidade por doenças cresceu 78,5% entre os homens e 39,2% entre as mulheres acima de 60 anos. Entre 2000 e 2010, essa população ganhou, em média, dois anos a mais de expectativa de vida, mas perdeu até três de vida saudável.

Tal estudo usou dados do projeto Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento (SABE), da Faculdade de Saúde Pública da USP, que acompanha diferentes gerações de idosos na capital paulista desde 2000.

Fonte: Folha de São Paulo


Esta página teve 351 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h