06-09-2011

Quem deve fazer a prescrição de dietas enterais em UTIs, o médico ou a nutricionista?


Médicos e nutricionistas, os dois, realizam prescrição dietética, mas têm diferentes formações, competências e responsabilidades frente aos pacientes.

A terapia de nutrição enteral envolve múltiplos nutrientes e é fundamentada em aspectos clínicos, fisiológicos, fisiopatológicos e em diagnósticos bioquímicos e funcionais de nutrientes na saúde e na doença.

Como o status nutricional dos pacientes é identificado por exames laboratoriais que respaldam e justificam o tratamento farmacológico e/ou alimentar/dietético dos pacientes, cabe ao médico justificar, solicitar e interpretar tais resultados. Reforçando: somente o médico tem competência legal e ética para diagnosticar, prognosticar e prescrever ou executar um ato terapêutico.

Além disso, a prescrição médica deve ser considerada à interpretação técnica-científica da “prescrição dietética”.

Explicitados estes pontos, concluiu-se que, por formação, competência e responsabilidade legal e ética, é o médico o profissional preparado e habilitado para prescrever a nutrição enteral, que inclui fármacos e dietoterapia.

Já o nutricionista, segundo a sua formação, elabora uma prescrição dietética, a partir de avaliação nutricional específica.

Baseada no Parecer Consulta nº  155.692/08, do Cremesp. 

Esta página teve 4000 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 9h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h