18-01-2019

Contra insuficiência cardíaca

Pesquisadores brasileiros e norte-americanos desenvolveram molécula capaz de frear o avanço de insuficiência cardíaca e, ainda, melhorar a capacidade do coração em bombear o sangue, segundo a Agência FAPESP, que repercutiu estudo publicado na Nature Communications

Anualmente as doenças cardiovasculares matam 17,9 milhões de pessoas, 31% de todas as mortes no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Globalmente, o infarto do miocárdio e a insuficiência cardíaca decorrente dele ainda são grandes fatores de morbidade e mortalidade.

O nome SAMbA é um acrônimo em inglês para Antagonista Seletivo da Associação de Mitofusina 1 e Beta2PKC. A molécula SAMbA tem a capacidade de impedir a interação entre uma proteína comum na célula cardíaca, a proteína Kinase Beta 2 (Beta2PKC), e a Mitofusina 1 (Mfn1), que fica dentro da mitocôndria, compartimento da célula responsável por produzir energia.

Quando interagem, a Beta2PKC desliga a Mfn1, impedindo a mitocôndria de produzir energia e, consequentemente, diminuindo a capacidade das células do músculo cardíaco de bombear sangue.

De acordo com Júlio Cesar Batista Ferreira, professor do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) e líder da pesquisa, um dos achados mais importantes foi “justamente essa interação, que até então não se sabia ser crítica na progressão da insuficiência cardíaca”, disse. 

Ferreira começou a pesquisa com o tema em 2009, ainda durante o pós-doutorado na Escola de Educação Física e Esporte da USP, com bolsa da FAPESP.

Cobaias 
Ratos com insuficiência tratados por seis semanas com SAMbA apresentaram não só uma estabilização da doença – como ocorre com os medicamentos atuais – como ainda regressão do quadro. 

Os animais tiveram melhora na capacidade de contração do músculo cardíaco.

Os pesquisadores já fizeram o pedido de patente da molécula e da sua aplicação nos Estados Unidos. Conforme o grupo, eventualmente ela pode complementar – ou mesmo, substituir – os medicamentos atuais usados no tratamento de insuficiência cardíaca, datados, em sua maioria, dos anos 1980.  

O estudo Selective Inhibitor Of Mitofusin 1-Βiipkc Association Improves Heart Failure Outcome In Rats pode ser encontrado clicando aqui

Fonte: Agência Fapesp 
 


Esta página teve 151 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 9h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h