Nova turma traz primeiros resultados ao Cremesp

Os médicos residentes contemplados em 2018, na 2ª edição do Programa de Bolsas em Ética e Bioética para este público, trouxeram ao Cremesp os resultados iniciais de seus projetos de pesquisa. Com a participação de bolsistas, orientadores e representantes da Casa, as apresentações tiveram espaço no plenário e ocorreram em duas etapas, nos dias 20 e 27 de julho.

Veja os trabalhos contemplados aqui 

Uma das tendências que mais chamou a atenção nesta versão do Programa foi a significativa quantidade de trabalhos inscritos relacionados à chamada atenção primária, por exemplo, com projetos com focos bioéticos no método clínico centrado na pessoa; bem como, na disponibilização de práticas integrativas e complementares (hipnoterapia, imposição de mãos, meditação, e musicoterapia) no SUS.

“Por outro lado, como uma espécie de contraponto, os trabalhos desta edição agregaram reflexões a respeito de tecnologias de ponta, como as que empregam inteligência artificial (IA)”, observou o coordenador do Centro de Bioética e dos programas de Bolsas para Estudantes e Residentes, conselheiro Reinaldo Ayer de Oliveira. Vale mencionar que a primeira etapa das apresentações contou com a presença de Eduardo Luiz Bin, diretor do Conselho, e a segunda com a de Carlos Alberto Pessoa Rosa, delegado regional de Bragança Paulista.

Residentes que se apresentaram no dia 27 de julho e demais presentes

 

Aliás, dois projetos em execução abordam tal modernidade: um deles voltado à interpretação de exames por imagem por meio de inteligência artificial, realizado no A.C. Camargo Cancer Center; e o outro, ao cuidado integral em Saúde, levado à frente na Universidade Estadual de Campinas.

Mais desafios
Em meio aos trabalhos, também há os remetem a outros temas atuais, como atendimento a transexuais e a crianças transgênero; e estratégias usando a ferramenta escore same-tt2r2 em ambulatório de coagulação, ao lado de outros bem conhecidos (mas com solução ética aparentemente distante), por exemplo, entraves jurídicos em internação psiquiátrica compulsória, comunicação de más notícias; e identificação de maus-tratos em crianças por meio de diagnóstico ortopédico.

Condutas de fim de vida em terapia intensiva foi o tema abordado pelo médico Murilo Lopes

 

Para Ayer, a ampliação do Programa de Bolsas em Ética Médica e Bioética do Cremesp – que vigora desde 2001, na modalidade “alunos” –, para incluir médicos residentes, “tem sido muito satisfatória, com assuntos e métodos capazes de abrir a possibilidade futura de mestrados e doutorados”, na verdade, desejo expressado por parte dos residentes, no decorrer das apresentações.

Além das instituições há citadas, estão representadas nessa versão do programa instituições como Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo; Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto; Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto; Hospital de Amor – Hospital de Câncer de Barretos; Hospital Regional de Presidente Prudente; Prefeitura Municipal de Guarulhos; Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Campus Botucatu; Faculdade de Medicina de Marília; Hospital Israelita Albert Einstein.

Veja aqui os trabalhos realizados pela turma anterior, de 2016 a 2018 

Texto: Centro de Bioética do Cremesp


Esta página teve 704 acessos.

(11) 4349-9983
cbio@cremesp.org.br
Twitter twitter.com/CBioetica

Rua Frei Caneca, 1282 - Consolação - São Paulo/SP - CEP: 01307-002

CENTRAL DE ATENDIMENTO TELEFÔNICO - (11) 4349-9900 das 8h às 20h

HORÁRIO DE EXPEDIENTE - das 9h às 18h